BUSCAS FREQUENTES:

Saiba mais sobre alavancagem

O que é?

Alavancagem financeira é a capacidade de você expandir seus ganhos sem aumentar seus investimentos na mesma proporção. A alavancagem serve para você realizar operações no nosso Home Broker com valores superiores ao seu saldo disponível, podendo proporcionar ganhos diferenciados e maiores rentabilidades.

Como funciona

Com base no seu portfólio, o valor da Alavancagem BTG é calculado e disponibilizado em tempo real, através do Home Broker.

Quanto Custa?

4% ao mês, cobrados sobre o valor e período utilizados, ou seja, proporcional aos dias em que a conta ficar negativa.

Como Utilizar?

O valor da Alavancagem BTG fica disponível automaticamente em sua conta, para que você possa operar qualquer um dos ativos permitidos.

A Alavancagem BTG é um serviço que permite aproveitar, de forma simples e rápida, oportunidades no mercado.

Quais são os ativos permitidos?

  • Ações
  • Opções
  • ETF’s
  • Fundos Imobiliários
  • Contratos Futuros
  • Ofertas Públicas
  • Subscrições
  • Outros ativos negociados na B3

Como é calculado meu limite e o fator de enquadramento?

O limite e o enquadramento são calculados considerando que o cliente não pode se

expor acima de uma vez o seu patrimônio ativamente. A liquidação acontece quando o fator de enquadramento é inferior a 5%. O cálculo de limite e enquadramento segue a seguinte lógica: 

Cálculo de valor devido

Onde: 

“Limite de Alavancagem” é o valor máximo disponível para alavancagem; 

“CG” é o caixa alocado em garantia das operações; 

“Custódia desagiada” é a soma dos ativos custodiados na conta multiplicado pelo fator de deságio; onde: 

Cálculo de valor devido

“Valor Ativoi” é o valor do i-ésimo ativo da carteira, no momento do cálculo; 

“Deságioi” é o percetual de deságio do i-ésimo ativo da carteira, que leva em conta a volatilidade e a liquidez do ativo, entre outros fatores;

“Patrimônio Total” é a soma dos recursos líquidos na conta do cliente; onde: 

Cálculo de valor devido

“Saldo Total” representa a soma do saldo de caixa livre mais o montante a liquidar de operações já contratadas;

“Custódia” é a soma dos ativos custodiados na conta;

“L&P” são os valores de lucros e prejuízos não incorporados ao valor dos ativos.

Cálculo de valor devido

Onde:
“Lim Operacional” é o montante que a conta pode se expor em novas operações; 
“Bloqueios” é a soma dos valores bloqueados na conta por serem obrigações a serem debitadas futuramente, como custos operacionais, ordens abertas, margens ainda não depositadas em garantia, dentre outros. 
Cálculo de valor devido
Onde:

Cálculo de valor devido


Portanto, o Fator de Enquadramento é a relação entre sua garantia e sua exposição. Assim, por exemplo, uma razão de 40% significa que para cada R$ 1,00 de exposição, você possui R$ 0,40 de garantias.
Importante: Quando o Fator de Enquadramento for igual ou menor a 5%, ou seja, Limite Mínimo da Razão de Enquadramento, você estará Desenquadrado, assim passível de ter sua posição liquidada (Execução Forçada), de modo que seu Fator de Enquadramento seja integralmente readequado para 100%, ou seja, Enquadrado, que é quando para cada R$ 1,00 de exposição, você possui R$ 1,00 de garantias ou mais. 

Cálculo de valor devido


Como são calculados os juros e o valor devido?

O valor devido é calculado conforme a fórmula abaixo: 


Cálculo de valor devido

Onde: 

• “VD” é o valor devido, somatório de todos os desembolsos e juros do período; 

• “Princi” é o valor da parcela de principal referente ao i-ésimo desembolso; 

• “Taxa Juros” é a taxa definida conforme disponível em custos, expressa na forma percentual ao mês, base 252 dias úteis; 

• “di” é o número de dias úteis entre o desembolso e a data de cálculo, sendo n um número inteiro;


Como são calculados os encargos moratórios

Em caso de inadimplemento, além da continuidade de incidência dos Encargos Remuneratórios, haverá acréscimo dos Encargos Moratórios, desde a respectiva Data de Inadimplemento até a data do efetivo pagamento, conforme fórmula abaixo: 

Onde:

• “VDVDt” é o Valor devido vencido na data de cálculo; 

• “VDDt” é o saldo vencido devido na data de cálculo, calculado dia a dia pela seguinte fórmula: 

Sendo o primeiro VDDt o valor calculado com a fórmula de VD, para o dia de inadimplemento. 

• “MultaDt” é o valor de multa válido para a respectiva data de apuração, calculado dia a dia pela seguinte fórmula: 

 

• “MoraDt” é o valor de juros moratórios válido para a data de cálculo, calculado pela seguinte fórmula: 

 

• “Juros Moratórios” são o percentual definido na página de custos

• “MoraDt-1” é o valor dos juros moratórios apurado no dia anterior à data de apuração, sendo o primeiro valor de MoraDt-1 igual a zero;