BUSCAS FREQUENTES:

25/02/2019; Publicado às 10:03

Receita do BTG Pactual cresce 13% e soma R$ 1,549 bilhão no quarto trimestre

Lucro líquido ajustado acumulado em 2018 é de R$ 2,741 bilhões, com receitas de R$ 5,352 bilhões e índice de Basileia em 16,6%

Asset Management: Captação de recursos (NNM) atingiu o valor recorde para um ano, R$ 43,7 bilhões, e o total de ativos sob gestão e administração fecham ano em R$ 207,5 bilhões – crescimento de AuM/AuA de mais de 40% no ano

Wealth Management também teve captação recorde no ano de R$ 23,8 bilhões (NNM) e fecha 2018 com R$ 119,2 bilhões sob gestão – crescimento de mais de 35% de WuM no ano 

Receita de Investment Banking cresce 48,4% no 4T18 e termina 2018 com seu melhor desempenho histórico

BTG Pactual digital encerra ano com lançamento do home broker e expansão no mercado de Agentes Autônomos de Investimentos (AAI) 

Retorno ajustado sobre o patrimônio líquido (ROAE) fecha o 4º trimestre em 15%

 

As receitas totais do BTG Pactual (B3:BPAC11) alcançaram R$ 1,549 bilhão no quarto trimestre de 2018, incremento de 13% sobre igual período do ano anterior e lucro líquido ajustado de R$ 711 milhões. O Banco fechou o trimestre com Índice de Basileia em 16,6% e retorno sobre o patrimônio líquido anualizado de 15%.

No acumulado de 2018, as receitas do BTG Pactual ficaram em R$ 5,352 bilhões, com lucro líquido ajustado de R$ 2,741 bilhões. O lucro líquido ajustado por unit encerrou o ano em R$ 3,14, sendo R$0,81 apenas no último trimestre. 

O total de ativos sob gestão (AuM e AuA) em 31 de dezembro de 2018 somava R$ 207,5 bilhões, 43% a mais do que o registrado no fechamento de 2017 e recorde em novas captações. Em Wealth Management, o indicador WuM (Wealth under Management) somou R$ 119,2 bilhões, avanço de 37% sobre o mesmo período do ano anterior.

No quarto trimestre, o BTG Pactual manteve uma sólida contribuição de receitas oriundas da área de Sales and Trading, além de importantes contribuições de todas as linhas de negócios. A receita em Investment Banking no quarto trimestre foi 48,4% maior do que em igual período do ano anterior, mantendo a liderança do setor na América Latina e com seu melhor desempenho desde o IPO, há oito anos.

Dando sequência ao desenvolvimento e aprimoramento de sua plataforma digital, o BTG Pactual digital lançou o Home Broker no último trimestre, tendo por propósito oferecer uma gama mais completa de produtos e serviços aos seus clientes, além do início da expansão no mercado de Agentes Autônomos de Investimentos (AAI).

"Estamos muito satisfeitos em fechar o ano com resultados sólidos. Nossas áreas de Asset e Wealth Management tiveram o maior volume em captações de nossa história e Investment Banking teve seu melhor resultado desde o IPO, consolidando nossa liderança na América Latina. Seguimos bastante capitalizados, com Índice de Basileia adequado e investindo muito em inovação. As perspectivas para 2019, com a recuperação da economia, nos deixa ainda mais animados”, afirma Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual.

Leia mais