BUSCAS FREQUENTES:

15/05/2018; Publicado às 11:41

BTG Pactual Timberland Investment Group e consórcio de preferred equity investors formam joint venture com CatchMark

O BTG Pactual Timberland Investment Group (“TIG”), um dos maiores grupos globais em administração de investimentos em ativos florestais, acaba de anunciar um acordo para a compra de 445 mil de hectares de primeira linha do East Texas Timberlands por US$1,39 bilhão. A operação é parte de um consórcio de preferred equity investors numa joint venture realizada com a CatchMark Timber Trust, Inc. (NYSE:CTT).

“Acreditamos que este investimento reforça a flexibilidade e a criatividade do TIG para analisar diferentes tipos de transações envolvendo ativos florestais,” disse Gerrity Lansing, chefe do Timberland Investment Group do BTG Pactual. “Estamos felizes em ter estruturado uma posição de preferred equity neste ativo florestal atraente, trabalhando em conjunto com investidores institucionais de primeira linha e em parceria com a CatchMark.”

Trata-se da maior transação no segmento de ativos florestais nos Estados Unidos desde 2007. A operação se destaca pela sua escala, pelos ativos de alta qualidade, pelos acordos de fornecimento existentes e pela sua proximidade a atraentes mercados do setor de construção. 66% dos ativos florestais são provenientes de plantações de pinus de alta qualidade, com um site index acima da média (74 pés aos 25 anos) e uma forte estocagem que deve produzir uma safra anual de, em média, quase quatro milhões de toneladas nos próximos 15 anos.

“TIG representa um componente relevante do BTG Pactual Asset Management, dando aos nossos investidores acesso a alguns dos ativos florestais comerciais da maior qualidade e administrados de forma sustentável nos EUA, na América Latina, na África do Sul e no Leste Europeu,” afirmou Steve Jacobs, CEO do BTG Pactual Asset Management.

Ao TIG se juntaram a Medley Management Inc., a Highland Capital Management e um consórcio de outros investidores institucionais na joint venture com a CatchMark. A transação deve ser concluída em até 90 dias, sujeita às condições de fechamento de praxe, com o Campbell Global agindo como vendedor em nome de vários investidores institucionais. A partir da conclusão da transação, o TIG entrará no Conselho da joint venture. 

Leia mais