BUSCAS FREQUENTES:

  • Visão Geral
  • Nossos Valores
  • Destaques Financeiros
  • Passos de uma grande história

Somos uma inovadora empresa financeira global que atua nos mercados de Investment Banking, Corporate Lending, Sales & Trading, Wealth Management e Asset Management.

Nosso diferencial

Somos um partnership meritocrático, com consistente histórico de crescimento e rigoroso controle de riscos. Nossa plataforma internacional, com presença local e acesso global, garante aos nossos clientes as melhores
oportunidades do mercado. 

Nossa Gestão

Nossa gestão é baseada no partnership e na meritocracia. O alto grau de comprometimento de todos, a cultura hard-working e hands-on e o fomento de cross-selling entre todas as nossas áreas de negócios, nos permite atuar como uma plataforma única.

Por trás de nosso forte crescimento nos últimos anos, estão o talento, a dedicação e o desempenho de nossos colaboradores.


Nossos Valores

Possuímos 12 valores centrais, divididos em três pilares:

Como definimos nosso direcionamento estratégico

  • Foco no Cliente    -
  • Alpha-based    -
  • Presença e Pensamento Global    -
  • Visão de Longo Prazo

Como trabalhamos

  • Partnership  -
  • Trabalho em equipe  -
  • Hard-working e hands-on  -
  • Desenvolvemos nossos talentos

Como alcançamos resultados

  • Meritocracia    -
  • Empreendedorismo    -
  • Excelência    -
  • Foco no resultado e nos custos

Destaque Financeiro



Destaques Financeiros - 2Q 2017

Destaques Financeiros - 2Q 2016

Destaques Financeiros - 2012

Destaques Financeiros - 2013

Destaques Financeiros - 2014

Destaques Financeiros - 2015

(Valores em reais)

Ano de referência

Receita Líquida

851

milhões

1Q 2016

1,66 bilhão

Lucro Líquido (ajustado)

603

milhões

1Q 2016

720 milhões

Patrimônio Líquido

18.1

bilhões

1Q 2016

18 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

13.3 %

1Q 2016

18.7 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

127.9

bilhões

1Q 2016

120,1 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

81.7

bilhões

1Q 2016

79,9 bilhões

Receita Líquida

2.59

bilhões

1Q 2016

3.61 bilhões

Lucro Líquido (ajustado)

940

milhões

1Q 2016

1.071 bilhões

Patrimônio Líquido

23.52

bilhões

1Q 2016

23.17 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

16.1 %

1Q 2016

18.8 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

118.4

bilhões

1Q 2016

135.6 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

310

bilhões

1Q 2016

369.1 bilhões

Receita Líquida

6.82

bilhões

2011

3.20 bilhões

Lucro Líquido (ajustado)

3.25

bilhões

2011

1.92 bilhões

Patrimônio Líquido

14.15

bilhões

2011

8.54 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

28.7 %

2011

24.2 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

170.7

bilhões

2011

120.1 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

62.2

bilhões

2011

38.9 bilhões

Receita Líquida

5.91

bilhões

2012

6.82 bilhões

Lucro Líquido (ajustado)

2.77

bilhões

2012

3.25 bilhões

Patrimônio Líquido

16.01

bilhões

2012

14.14 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

18.4 %

2012

28.7 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

189.5

bilhões

2012

170.7 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

67.6

bilhões

2012

62.2 bilhões

Receita Líquida

6.74

bilhões

2013

5.91 bilhões

Lucro Líquido (ajustado)

3.41

bilhões

2013

2.77 bilhões

Patrimônio Líquido

18.67

bilhões

2013

16.09 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

19.6 %

2013

18.4 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

201.4

bilhões

2013

189.5 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

81.0

bilhões

2013

67.6 bilhões

Receita Líquida

10.09

bilhões

2014

6.74 bilhões

Lucro Líquido (ajustado)

4.62

bilhões

2014

3.41 bilhões

Patrimônio Líquido

22.51

bilhões

2014

18.68 bilhões

Retorno Sobre o

Patrimonio Líquido Médio (ajustado)

22.4 %

2014

19.6 %

Total de fundos sob gestão Aum e AuA

192.5

bilhões

2014

201.4 bilhões

Total de ativos sob gestão em Wealth Management

426.5

bilhões

2014

81.0 bilhões

A Pactual foi fundada em 1983 como uma DTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários) no Rio de Janeiro. Desde o primeiro dia, os sócios-fundadores acordaram que a nova organização financeira se fundamentaria em conceitos como partnership meritocrático, hard-working, hands-on e empreendedorismo. Periodicamente, todos os colaboradores, inclusive os sócios, recebiam uma nota pelo desempenho individual e pela aderência aos valores e cultura, que culminava na atribuição de um bônus. Aqueles que tivessem desempenho diferenciado ao longo do tempo, um fator crítico para o sucesso do negócio, eram convidados a tornarem-se partners por meio da compra de ações. Esperava-se de todos elevado grau de comprometimento, dedicação, criatividade e, acima de tudo, a meta de tornarem-se donos do negócio. Em 1983, as atividades da instituição resumiam-se a negociações de títulos públicos e privados, tanto em operações com capital próprio quanto para clientes. Em 1989, a pequena distribuidora tornou-se Banco e abriu um escritório em São Paulo. A partir de 1990, iniciou as atividades nas áreas de Asset Management e Wealth Management. Nessa época, o Banco iniciou o processo de internacionalização, que ganhou força com a abertura de uma corretora de valores em Nova York. 

Em meados de 1998 ocorreu uma grande mudança administrativa, com a saída da primeira geração de sócios e a chegada da nova geração, que atualmente está à frente do Banco.

A partir de 1998, as diversas franquias de clientes do Banco registraram crescimento acentuado. Em 2001, o Banco criou a Pactual Corretora para intermediar negócios na BM&F e na Bovespa. Em poucos anos, tornou-se uma das corretoras mais bem classificadas em ranking de desempenho no Brasil.

Ao longo dos anos, a área de Research do Pactual exerceu papel fundamental no crescimento tanto da corretora quanto das outras áreas do Banco. Com uma equipe de analistas especializados em todos os setores da economia, o Banco produzia relatórios que rapidamente tornaram-se referência no mercado. A área de Research conquistou prêmios em diversas categorias, passando a ser considerada uma das melhores do Brasil e da América Latina.

A partir de 2003, o mercado de capitais brasileiro se desenvolveu exponencialmente. A aceleração do crescimento econômico, o controle da inflação e a estabilidade política e institucional, somados a um cenário externo muito favorável, foram fatores que propiciaram a diversas empresas brasileiras o acesso ao mercado de capitais. O Pactual liderou as principais emissões de ações no País.

Em maio de 2006, fomos adquiridos pelo UBS para sermos sua principal divisão na América Latina, o UBS Pactual. Na ocasião, um grupo de sócios se juntou para estabelecer uma nova empresa global de investimentos, fundada na mesma cultura que haviam herdado e aperfeiçoado. Surgia a BTG. 

Um ano após sua fundação, a BTG adquire a UBS Pactual, formando finalmente o Banco BTG Pactual.

Fizemos um aumento de capital de US$1,8 bi por meio de um consórcio de investidores internacionais, em 2010, resultando na aquisição de participação no Banco Panamericano no ano seguinte.

Em 2012 realizamos o nosso IPO, Oferta Pública Inicial de Ações, quando captamos R$3,2 bi e nos posicionamos entre as 20 maiores empresas listadas na BM&F/BOVESPA. Nesse ano, adquirimos a Celfin, corretora líder no Chile com operações no Peru e Colômbia, e a Bolsa y Renta, maior corretora em volume de transações na Colômbia e com presença no Peru.

2014 foi marcado pela nossa internalização, com a expansão dos negócios na América Latina através da licença bancária no Chile e da aquisição do banco suíço BSI, nos possibilitando formar uma franquia global de Wealth Management. Consolidamos, nesse ano, nosso business global de commodities, contando com mais de 500 colaboradores em 16 países.

Pouco mais de trinta anos foram necessários para construirmos o Banco líder em investimentos na América Latina, atuando com Asset Management no mundo e em franco crescimento nas atividades de Wealth Management.


Passos de uma grande história

  • 1983 - 1998
  • 1998 a 2006
  • 2006 a 2009
  • 2009 - Presente Momento

A Pactual foi fundada em 1983 como uma DTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários) no Rio de Janeiro. Desde o primeiro dia, os sócios-fundadores acordaram que a nova organização financeira se fundamentaria em conceitos como partnership meritocrático, hard-working, hands-on e empreendedorismo. Periodicamente, todos os colaboradores, inclusive os sócios, recebiam uma nota pelo desempenho individual e pela aderência aos valores e cultura, que culminava na atribuição de um bônus. Aqueles que tivessem desempenho diferenciado ao longo do tempo, um fator crítico para o sucesso do negócio, eram convidados a tornarem-se partners por meio da compra de ações. Esperava-se de todos elevado grau de comprometimento, dedicação, criatividade e, acima de tudo, a meta de tornarem-se donos do negócio. Em 1983, as atividades da instituição resumiam-se a negociações de títulos públicos e privados, tanto em operações com capital próprio quanto para clientes. Em 1989, a pequena distribuidora tornou-se Banco e abriu um escritório em São Paulo. A partir de 1990, iniciou as atividades nas áreas de Asset Management e Wealth Management. Nessa época, o Banco iniciou o processo de internacionalização, que ganhou força com a abertura de uma corretora de valores em Nova York. 

Em meados de 1998 ocorreu uma grande mudança administrativa, com a saída da primeira geração de sócios e a chegada da nova geração, que atualmente está à frente do Banco.

A partir de 1998, as diversas franquias de clientes do Banco registraram crescimento acentuado. Em 2001, o Banco criou a Pactual Corretora para intermediar negócios na BM&F e na Bovespa. Em poucos anos, tornou-se uma das corretoras mais bem classificadas em ranking de desempenho no Brasil.

Ao longo dos anos, a área de Research do Pactual exerceu papel fundamental no crescimento tanto da corretora quanto das outras áreas do Banco. Com uma equipe de analistas especializados em todos os setores da economia, o Banco produzia relatórios que rapidamente tornaram-se referência no mercado. A área de Research conquistou prêmios em diversas categorias, passando a ser considerada uma das melhores do Brasil e da América Latina.

A partir de 2003, o mercado de capitais brasileiro se desenvolveu exponencialmente. A aceleração do crescimento econômico, o controle da inflação e a estabilidade política e institucional, somados a um cenário externo muito favorável, foram fatores que propiciaram a diversas empresas brasileiras o acesso ao mercado de capitais. O Pactual liderou as principais emissões de ações no País.

Em maio de 2006, fomos adquiridos pelo UBS para sermos sua principal divisão na América Latina, o UBS Pactual. Na ocasião, um grupo de sócios se juntou para estabelecer uma nova empresa global de investimentos, fundada na mesma cultura que haviam herdado e aperfeiçoado. Surgia a BTG. 

Um ano após sua fundação, a BTG adquire a UBS Pactual, formando finalmente o Banco BTG Pactual.

Fizemos um aumento de capital de US$1,8 bi por meio de um consórcio de investidores internacionais, em 2010, resultando na aquisição de participação no Banco Panamericano no ano seguinte.

Em 2012 realizamos o nosso IPO, Oferta Pública Inicial de Ações, quando captamos R$3,2 bi e nos posicionamos entre as 20 maiores empresas listadas na BM&F/BOVESPA. Nesse ano, adquirimos a Celfin, corretora líder no Chile com operações no Peru e Colômbia, e a Bolsa y Renta, maior corretora em volume de transações na Colômbia e com presença no Peru.

2014 foi marcado pela nossa internalização, com a expansão dos negócios na América Latina através da licença bancária no Chile e da aquisição do banco suíço BSI, nos possibilitando formar uma franquia global de Wealth Management. Consolidamos, nesse ano, nosso business global de commodities, contando com mais de 500 colaboradores em 16 países.

Pouco mais de trinta anos foram necessários para construirmos o Banco líder em investimentos na América Latina, atuando com Asset Management no mundo e em franco crescimento nas atividades de Wealth Management.